perigos da automedicação

Você toma algum medicamento por conta própria? Cuidado, os perigos da automedicação são reais. Segundo o Conselho Federal de Farmácia (CFF), a automedicação é uma prática comum entre os brasileiros. De acordo com a pesquisa, 77% dos brasileiros já se automedicaram pelo menos uma vez na vida e 47% deles realizam a prática ao menos uma vez ao mês. 

Esse costume, no entanto, pode ser prejudicial à saúde e sobrecarregar o funcionamento dos rins. Confira mais informações abaixo!

 

O que é a automedicação? 

A automedicação consiste no ato de consumir remédios sem qualquer prescrição médica. Muitas pessoas adotam essa prática para obter alívio imediato à dor ou sofrimento sem considerar os riscos para a saúde. 

 

Quais os perigos da automedicação?

Todo medicamento pode causar efeitos colaterais. Quando consumimos medicamentos sem prescrição médica estamos sujeitos a complicações sérias no organismo. A automedicação pode levar ao agravamento de doenças e esconder sintomas, comprometendo o diagnóstico e tratamento de diferentes doenças. Além disso, o indivíduo que toma remédios por conta própria pode fazer combinações perigosas que podem levar até mesmo à morte.

Possíveis complicações devido à automedicação:

Intoxicação

Usar medicamentos em doses inadequadas pode causar overdose da substância no organismo.

Reações alérgicas

Tomar remédio sem acompanhamento médico pode causar reações adversas e alergias, colando em risco a saúde.

Resistência ao medicamento

O uso contínuo e sem necessidade de um medicamento pode facilitar o aumento da resistência do nosso organismo ao remédio, prejudicando a sua eficácia.

Prejudica o diagnóstico 

O alívio causado pelo uso de medicamentos pode mascarar a real causa daqueles sintomas, levando ao diagnóstico incorreto da doença.

 

Os perigos da automedicação para a saúde renal

Além dos problemas mencionados no tópico anterior, o uso inadequado de medicamentos pode causar desidratação grave e insuficiência cardíaca, levando a sérios problemas renais. Os medicamentos mais nocivos aos rins são: diuréticos, quimioterápicos, anti-inflamatórios e antibióticos. 

A automedicação é um ato inconsequente que pode causar danos irreversíveis à saúde, por isso antes de ingerir qualquer medicamento é indicado realizar uma consulta com um profissional.

Não deixe o cuidado com a saúde renal de lado, entre em contato com uma clínica especializada.

Fale Conosco