Coronavirus. Atenção ao paciente renal crônico.

O que é o coronavírus (COVID-19)? 

Com até então mais de 350 casos confirmados, e mais de 9.000 casos suspeitos em todo o país (18/03/2020), o coronavírus obriga governos e entidades mundo afora a tomarem medidas rigorosas para conter o avanço da contaminação.

Mas você sabe como começou toda essa história?

O primeiro caso humano de isolamento do coronavírus foi registrado em 1937. Mas em dezembro de 2019, na cidade de Wuhan, na China, foi registrado o primeiro caso de infecção pelo novo coronavírus (COVID-19). 

Responsável por causar problemas respiratórios, e com alta capacidade de disseminação, o coronavírus é a grande preocupação mundial. 

Organização Mundial de Saúde declara pandemia do novo coronavírus

Nas últimas semanas, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou uma pandemia do novo coronavírus. O anúncio serve como alerta para que todas as entidades governamentais tomem medidas rígidas para o controlar a situação.

Para compreender a gravidade do problema que estamos lidando, o COVID-19 já causou mais de 6.000 mortes em todo o mundo. Os países mais afetados são: China, Itália, Irã, Espanha e França. 

Países fecham fronteiras para conter coronavírus.

Ministério da Saúde divulga medidas preventivas ao coronavírus

Na imagem abaixo ilustramos as medidas preventivas recomendadas pelo Ministério da Saúde para conter o avanço do coronavírus. O momento é de responsabilidade coletiva, por isso, é fundamental que todas as pessoas sigam à risca as recomendações:

  • Higienizar as mãos com frequência – com água e sabão ou álcool em gel.
  • Cobrir nariz e boca com lenço ou braço ao tossir ou espirrar.
  • Não tocar o rosto com as mãos não higienizadas.
  • Evitar aglomerações.
  • Não compartilhar objetos pessoais.

Coronavirus. Atenção ao paciente renal crônico.

Como o coronavírus é transmitido e quais os seus sintomas?

Com alto poder de disseminação, o coronavírus se alastrou rapidamente por todo o globo. A transmissão pode ocorrer no aperto de mãos, ao tossir ou espirrar, pela saliva, catarro, e até no contato com objetos e superfícies contaminadas.

Os sintomas mais comuns que podem indicar a contaminação por coronavírus são: dificuldade ao respirar, febre e tosse.

Coronavirus. Atenção ao paciente renal crônico.

Grupo de risco coronavírus – Pacientes renais estão entre eles

Como mencionamos anteriormente, todas as pessoas precisam seguir as medidas preventivas orientadas pelo Ministério da Saúde. Um grupo específico de pessoas, no entanto, precisa redobrar a atenção, pois fazem parte do grupo de risco do COVID-19. Quem são elas? Idosos, fumantes e pessoas com doenças crônicas: insuficiência renal, hipertensão, diabetes e insuficiência cardíaca.

Medidas preventivas Renal Quality

A clínica vem adotando medidas preventivas para redução máxima de contágio em seus pacientes, familiares e profissionais.
Os veículos, responsáveis pelo transporte de pacientes, estão passando por desinfecção a cada viagem. Para combater o coronavírus da maneira mais eficiente possível, também redobramos a atenção em relação a desinfecção da clínica.  Estamos disponibilizando álcool em gel e máscaras para os pacientes e familiares que apresentarem sintomas de gripe. Além dessas medidas, estamos orientando a todos para não se aglomerarem na recepção, evitando uma possível transmissão do vírus.

Coronavírus – O momento é de reclusão 

Para superar a pandemia o mais rápido possível, é necessário que cada um faça a sua parte e siga à risca as orientações governamentais. Os sintomas do coronavírus muitas vezes não se manifestam, portanto, devemos ser responsáveis e evitar ao máximo possível o contato com outras pessoas.

Precisamos ser conscientes quando se trata de saúde pública, para não colocar a vida de ninguém em risco.


A Renal Quality