O lúpus eritematoso sistêmico é uma doença autoimune, em que o sistema imunológico da pessoa começa a atacar tecidos saudáveis do corpo e provocar lesões em diversos órgãos, sendo um deles o rim.
Cerca de um terço dos pacientes com lúpus desenvolvem a nefrite lúpica, uma inflamação no rim que ocasiona lesões leves a graves, causando edemas e cicatrizes.
Além disso, a nefrite lúpica é classificada em seis tipos, baseando-se em informações obtidas após uma biópsia renal. Por conta disso, é preciso ficar atento, pois quando não tratada ou não responde ao tratamento, evolui para insuficiência renal crônica.

Como é diagnosticada a nefrite?
Quando há lesões nos rins, é comum a presença de sangue e proteína na urina do paciente. Para um diagnóstico completo, é necessário realizar exames de sangue, urina e, se necessário, a biópsia renal. O resultado confirmará o diagnóstico da nefrite, o nível e tipo da doença e o tratamento mais adequado.

Toda nefrite pode evoluir para insuficiência renal?
As lesões vão de leves a graves, no entanto, há estudos mostrando que cerca de 20% dos casos de pacientes com nefrite lúpica se tornam renais crônicos.