A banana-maçã apresenta quantidade menor de potássio do que as outras variedades da fruta. Por isso, sobrecarrega menos os rins, que têm a função de filtrar o sangue e eliminar as substâncias nocivas ao organismo; e pode ser indicada em dietas para pacientes com doenças renais.

Quem é diagnosticado com doença renal crônica precisa iniciar o tratamento indicado, que inclui remédios e dieta. Um dos cuidados nutricionais é com a ingestão de potássio, nutriente presente naturalmente em muitos alimentos. As bananas nanica e prata, por exemplo, são ricas nesse nutriente. Com elas, é preciso ter cuidado.

“O potássio é muito importante para o funcionamento dos músculos e de todo o corpo, inclusive os músculos do coração. Mas em níveis elevados no sangue pode provocar complicações no coração e fraqueza muscular”, explica a nutricionista da clínica Renal Quality Leila Veiga. Por isso, o renal crônico precisa seguir orientação de nefrologista e nutricionista. O segredo está na escolha dos alimentos.

De modo geral, a banana é uma fruta com alto teor de potássio, mas a quantidade desse elemento na variedade maçã é bem menor.

Por: Lettera Comunicação Estratégica